detalhe case | projetos | home

CASE

 
 

PROJETO BRASIL ACESSÍVEL

 

 

09/11/2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

img-quem-somos-p img-quem-somos-p
img-quem-somos01-p img-quem-somos01-p
img-quem-somos02-p img-quem-somos02-p
img-quem-somos03-p img-quem-somos03-p

 

 

 

 

 

 

Empresas do ramo de arquitetura e construção se preparam para um novo perfil de consumidor, com maior expectativa de vida que vem aumentando gradativamente

 

São Paulo, novembro de 2010 – Ao passo que a taxa de mortalidade da população brasileira aumenta percentualmente, o mercado tende a adaptar-se a essa nova realidade. Segundo uma pesquisa divulgada em dezembro de 2009 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população de idosos no país será praticamente igual à dos jovens no ano de 2030. Atentos a esse novo perfil de consumidores, os setores de arquitetura, construção, design e decoração iniciam também uma nova fase de adaptação para atender esse público.

 

Lepri - Revestimento de fachada e piso externo

Cerâmica rústica que dá um toque agradável à fachada e é de fácil manutenção. A colocação de cacos no piso é uma solução econômica e não derrapante, devido à desigualdade e grande número de juntas.

 

A construção do Home Universal, uma casa 100% acessível, atesta não só a inovadora visão das empresas como também o poder de consumo dessa classe predominante no futuro. O protótipo desenvolvido pela arquiteta Sandra Perito possui, entre outras características, pisos sólidos e antiderrapantes, amplas portas, rampas e barras de proteção. A criação do ambiente teve como inspiração o Desenho Universal, conceito desenvolvido na Universidade da Carolina do Norte (EUA), com o objetivo de definir um projeto de produtos e ambientes para serem usados por todos, na sua máxima extensão possível, independente de suas características pessoais, idade ou habilidades. "A Universal Home surgiu da necessidade de se avaliar, física e financeiramente, a viabilidade de se projetar aplicando os princípios do Desenho Universal em projetos de moradias no Brasil", conta a profissional.

 

Não só os idosos serão beneficiados com essa linha de pensamento evolutivo. Pessoas com deficiência (permanente ou temporária), grávidas e bebês terão mais conforto e praticidade dentro de suas casas. A empresa Lepri, especializada em pisos e revestimentos cerâmicos, cedeu suas peças para revestir parte deste projeto. Os produtos antiderrapantes e de diversos tamanhos decoram os ambientes internos e externos do lar, e além de tudo possibilitam a aplicação em rampas.

 

Para o diretor da empresa, José Lepri, segurança e sofisticação podem e devem andar juntos. "Temos os chamados Tapetes Frios, ou seja, produtos que são aplicados nos ambientes de maneira a decorar como um tapete de fibra ou tecido, porém com mais praticidade e segurança, já que eles são imóveis", explica. Segundo a arquiteta, esse conceito tende a ampliar a atuação das empresas no setor de produtos adaptáveis e com validade extensiva. "A indústria e os profissionais da área estão se aprimorando e produzindo produtos e projetos que atendam ao conceito universal de uso. Assim, a cada dia se encontra mais produtos inclusivos, com o Selo de Produto Inclusivo – avaliados pelo Instituto Brasil Acessível – que atendem aos princípios do Desenho Universal", finaliza Sandra Perito.

 

Uma casa para todos

Rosana Zica - Estado de Minas

 

Aumento no número de idosos e defesa da inclusão social de portadores de necessidades especiais fazem profissionais da construção desenvolverem modelo universal de construção

 

A Home Universal, protótipo desenvolvido pela arquiteta Sandra Perito, é considerada modelo de imóvel de uso universal no mercado brasileiro

 

Portas mais largas, pisos sólidos e regulares, luz de vigília, rampas e barras de proteção são alguns elementos básicos para projetos de construção para a inclusão de pessoas com baixa mobilidade e outras limitações. Dias 16 e 17 deste mês, cerca de 300 engenheiros, arquitetos e designers participarão do grande debate sobre o novo conceito de construção, durante a 1ª Jornada Nacional de Arquitetura Inclusiva. O objetivo do encontro é construir e disseminar novos conceitos de imóveis que possam ser usados por todos, no maior tempo possível, em condições seguras e que retardem a deterioração da construção e suas ameaças para a saúde e segurança dos moradores. Arquitetos engajados no debate também esperam demolir preconceitos, como o que afirma que construções adaptadas são inviáveis do ponto de vista econômico.

 

Em 2003, a doutora em arquitetura inclusiva e presidente do Instituto Brasil Acessível, Sandra Perito, uma das organizadoras da Jornada, construiu uma casa 100% segura e acessível para mostrar a viabilidade, inclusive econômica, do novo conceito. Sandra Perito afirma que esse tipo de obra tem acréscimo de apenas 1% no valor total, mas o gasto com reforma para adequar o imóvel ao uso universal pode alcançar 25% do valor do imóvel.

 

A Home Universal, como ela chamou o protótipo, tornou-se modelo nacional para projetos de moradia inclusiva. A casa universal não tem desnível de piso e usa revestimento antiderrapante. As esquadrias, se não forem automatizadas, terão abertura facilitada e segura e são instaladas em altura suficiente para visualização externa de uma pessoa sentada. O acesso externo é facilitado desde a calçada e as portas de saídas de emergência são destacadas e bem posicionadas, além de contar com iluminação especial.

 

Outra dica da arquiteta é instalar detectores de gás na conexão do fogão e usar torneiras com fácil acionamento e controle de temperatura, aumentando assim o conforto térmico. Para evitar acidentes, a recomendação é instalar registros em áreas que não sejam abaixo do chuveiro, evitando escaldamento, e colocar barras de apoio e segurança no banheiro. A casa universal também tem boxes com abertura para fora e bancadas com alturas reguláveis ou variadas. Edifícios de dois ou mais pavimentos podem se adequar ao modelo. A recomendação é de que tenham elevadores ou plataformas e apresentem corrimãos de duas alturas.

 

ESPAÇOS

 

A presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-MG), Cláudia Pires, ressalta que municípios como Belo Horizonte fazem adaptação de sua legislação e modificam os espaços públicos para a inclusão do portador de necessidades especiais e para a população idosa.

 

"Atualmente, quem não se adequar ao pensamento da acessibilidade na hora de construir está na contramão da história", diz.

 

O professor de arquitetura da Fumec Jacques Lazzarotto prioriza projetos que buscam a acessibilidade e adota o modelo universal. Para ele, uma casa segura e adequada deve ter barras de apoio, luz de vigília e desníveis nos pisos menores ou iguais a 1,5centímetros. "Ambientes com desníveis maiores devem contar com rampa", avisa. O imóvel ideal, segundo ele, é o que prevê a circulação vertical com rampa ou outros mecanismos que excluem a possibilidade de ter apenas de escadas.

 

AUTONOMIA

 

Jacques Lazzarotto ressalta que o vão das portas deve ter largura livre igual ou superior a 80 centímetros. Para promover a autonomia e segurança para o portador de necessidades especiais, os metais da cozinha e do banheiro devem ter comandos com altura entre 80 a 100 centímetros do piso acabado e devem ser usadas torneiras com baixo esforço para o manuseio.

 

Entre os produtos disponíveis no mercado, o arquiteto destaca alguns aliados da casa universal, como a maçaneta do tipo alavanca ou alça, o mictório de piso e as torneiras e registros do tipo alavanca (monocomando), que exigem pouco esforço físico para abrir e fechar. Na contramão da moradia universal, estão a maçaneta do tipo bola e o mictório suspenso.

 

 

 

 

 


SHOWROOMS LEPRI:

D&D Shopping

Av. das Nações Unidas, 12.555
Loja 207|Térreo - Brooklin Novo - SP
CEP 04578-000

(11) 5506-1390

ded@lepri.com.br

AL. Gabriel Monteiro

Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1064
Jardim América - SP
CEP 01442-000
Vallet no local e Estacionamento
Conveniado - MOABI PARK
Al. Gabriel Monteiro da Silva, 997

(11) 3789-5050

lojagabriel@lepri.com.br

PISOS E REVESTIMENTOS

» Produtos
» Simulador
» Projetos
» Cases